valerie-jardin-hit-the-streets-porto

Valérie Jardin – Hit The Streets Porto

Hit The Streets Porto

First Valérie Jardin Hit The s Streets in Porto city, Portugal, by the native photographer José Manuel Santos. June 9, 2018, saturday. Starts at Passeio das Virtudes belvedere at 17,30h and at 19,30h in a secret place near the Douro River.

Reserve your place here. It’s free!

 

Aurora no Alto Douro vinhateiro

Outono na Rota do Douro

6,30h. Madrugada ainda.

Conforme planeado, encontramo-nos na entrada do hotel onde estávamos hospedados. A temperatura estava fresca mas revigorante. O dia prometia ser perfeito para aquilo que estava programado, assistir e registar o nascer do sol a partir do miradouro de S. Leonardo da Galafura no vale do Douro.

Até lá, o percurso é feito por estradas que serpenteiam as encostas repletas de vinhedos há pouco vindimados, oferecendo panoramas únicos para onde quer que se olhe sobrevindo uma vontade indomável de fotografar.

Chegados ao destino, lá longe, descortinávamos já os contornos dos montes envolvidos pela luz da aurora, prenúncio do maravilhoso espectáculo que privilegiadamente iríamos presenciar neste poético e inspirador lugar.

O panorama é sublime. A nascente estende-se o Alto Douro vinhateiro até terras de Espanha, a sul confrontamo-nos com as serras das Meadas e Montemuro, e para poente e norte, as magníficas serras do Marão e Alvão.

Estamos no céu!

P.S. – Agradeço à Primeira Luz e ao Nuno Luís em especial, a oportunidade deste mágico momento.

 

 

 

À proa dum navio de penedos,

A navegar num doce mar de mosto,

Capitão no seu posto

De comando,

S. Leonardo vai sulcando

As ondas

Da eternidade,

Sem pressa de chegar ao seu destino.

Ancorado e feliz no cais humano,

É num antecipado desengano

Que ruma em direcção ao cais divino.

 

Lá não terá socalcos

Nem vinhedos

Na menina dos olhos deslumbrados;

Doiros desaguados

Serão charcos de luz

Envelhecida;

Rasos, todos os montes

Deixarão prolongar os horizontes

Até onde se extinga a cor da vida.

 

Por isso, é devagar que se aproxima

Da bem-aventurança.

É lentamente que o rabelo avança

Debaixo dos seus pés de marinheiro.

E cada hora a mais que gasta no caminho

É um sorvo a mais de cheiro

A terra e a rosmaninho!

 

Miguel Torga

 

Travelling to Douro Valley

Passeio ao Douro

Após uma semana intensa no workshop com o multi-premiado fotógrafo americano da National Geographic John Stanmeyer durante o Porto Photo Fest, não podia chegar em melhor altura o convite que a sua diretora Anna Gunn me fez para participar num passeio organizado pela CataVino do Ryan Opaz, às quintas do Quevedo e das Aranhas no Alto Douro vinhateiro.
Na primeira, onde fomos recebidos pelo Óscar Quevedo simpático e afável anfitreão, fizemos uma incursão às suas encostas onde fomos presenteados com uma explicação sobre as castas e suas características ali plantadas. Seguiu-se uma visita à adega com provas de controlo da produção dos vinhos e complementadas com mais algumas explicações.
Foi-nos servido um delicioso almoço acompanhado de vinhos da casa (obviamente), e fechamos com uma visita às caves com a prova dos seus melhores vinhos do Porto.
Depois de uma pequena mas excitante viagem pelas belíssimas encostas, chegados à Quinta das Aranhas, esperava-nos a árdua tarefa de pisar o vinho naquele ritual melodicamente característico. Para mim, foi um verdadeiro baptismo numa experiência seguramente a repetir.
Despedimo-nos do Douro com uma pequena paragem no miradouro da Abelheira donde desfrutamos de magníficos panoramas que nos enchem a vista e a alma.
Fica aqui o meu agradecimento à Anna pelo convite, ao Ryan e toda a equipa da Catavino pela organização e simpatia, e ao Óscar por tão agradáveis experiências num ambiente tão acolhedor que contribuíram para este dia memorável.
Bem hajam!

O José Manuel e o José Castelo

Um S. João do Porto diferente…

O meu S. João este ano não foi de noite, mas sim de dia, de manhã, lá prós lados das Fontaínhas onde fiz muitos amigos, o Sr João (reformado das águas e que não gostou muito do fogo deste ano), a D. Isabel, horto fruticultora de Lever, nas Fontainhas desde as 5 da manhã para garantir o melhor lugar para estacionar o seu carro para vender os seus legumes (com um aspecto fabuloso), a D. Joaquina, a montar a canastra com sardinhas frescas à porta do seu restaurante com vista panorâmica sobre as pontes (saí de lá com uma fome!), e, por último, o ilustre (na imagem) José Castelo, que na “ilha” onde reside, na Rua de S. Victor, faz todos os anos uma Cascata que não se pode perder de ver. A todos um grande Bem Haja!

O pavão

Passeio fotográfico pelo Porto Romântico

A FOTOGRAF AR porto – passeios fotográficos pelo Porto, promoveu mais um delicioso passeio pela cidade do Porto. Desta vez levou-nos a conhecer o Porto Romântico, burguês, rural e industrial, num percurso que teve início nos belíssimos jardins do Palácio de Cristal, desceu a rua de Entrequintas, passou pelas ruas do Cristelo, do Outeiro, dos Moinhos, até às Azenhas da Ribeira de Vilar. Pelo caminho recitou-se Sophia de Mello Breyner Andresen, Almeida Garrett e Eça de Queirós, numa experiência visual e sensorial muito revigorante para o físico e para o espírito. Terminou esta jornada num muito agradável almoço numa moderna esplanada num completo espírito de confraternização e partilha de experiências. Recomendo vivamente este tipo de iniciativas brilhantemente organizada pela Teresa e pela Alexandra, fotógrafas, mas não só.