Porto – Can’t Miss It!

The Italian photographer Ugo Cei is an excellent example of what I intend to do with my new project Pictury Photo Tours. He is an outstanding photographer, photo tours and travels organizer  not only in Italy but also in other attractive and photogenic destinations, a delightful storyteller and workshop master. His most recent project “Venice Unknown” to be held in November is not to be missed. I want to be there in the best company and revisite the city where I got married .

Ugo was kind enough to publish on his site my story of a photo tour in Porto.

I invite you to visit his site and read the story, and after that, we can explore this charming city together whenever you want.
I wish you wonderful photo tours!

Photo Tour in Porto ebook
Capa do ebook Porto Can’t Miss It!

O fotógrafo italiano Ugo Cei, representa um excelente exemplo daquilo que eu pretendo fazer com o meu novo projecto o Pictury Photo Tours. Para além de excelente fotógrafo, organizador de passeios e viagens fotográficas não só em Itália como em outros apetecíveis e fotogénicos destinos, é também um delicioso contador de estórias e formador. O seu mais recente projecto “Veneza desconhecida” a realizar em Novembro é a não perder. Eu vou procurar lá estar e “matar” muitas saudades da cidade onde casei.
Mas, curiosamente, teve a amabilidade de publicar no seu site a minha estória de um passeio fotográfico pelo Porto para o qual aqui convido a visitar.
Bons passeios fotográficos

Exposição Colectiva 30X30 na Galeria Geraldes da Silva, no Porto

Está patente na Galeria Geraldes da Silva, no Porto, mais uma edição da exposição de fotografia 30X30 organizada pelo incansável Luís Miguel Raposo que conta com a presença de trabalhos de mais de 30 artistas, em fotografia (a maioria), pintura e desenho. Tive o privilégio de ser convidado a participar com um conjunto de 4 imagens que retratam a partida do comboio histórico na linha do Douro.

Exposição a não perder para quem aprecia fotografia.

José Manuel Santos photo exhibition
My new serie for a photo exhibition in Geraldes da Silva gallery in Porto Portugal

Portugal rained in the World Travel Awards in Vietnam

Elevador de Stª Justa In Lisbon with Trey Ratcliff

This year and for the first time Portugal was chosen by the prestigious world organization as the Best Tourist Destination in the World. But if this was the biggest distinction of the night – which comes three months after Portugal also received the European Best Destination Award.
Portugal conquer in the Oscars of Tourism Six world awards
The best Citybreak in the World comes to Lisbon;
Madeira stands out as Best Insular Destination
The Sintra-Monte da Lua Parks have received the Best Example of Heritage Recovery.
At the JW Marriott Phu Quoc of Emerald Bay was reserving also other victories for the country. Including the prize for the Best Tourism Promotion Campaigns and the World’s Best Tourism Organization for Tourism in Portugal.
“It was spectacular!”
“Everyone said that Portugal is the country that everybody is talking about.”

Estremoz Portugal

Portugal has one more UNESCO World Heritage

Portugal, this garden planted by the sea, has one more UNESCO World Heritage.
UNESCO classified the production of clay “Estremoz Dolls” as intangible cultural heritage.
The “Estremoz dolls” belong to an art of popular character, with more than 300 years of history, being the first figure in the world to merit the distinction of Intangible Cultural Heritage of Humanity.

See here the complet list of Unesco World Heritage in Portugal.

O comboio histórico do Douro

Porque vale a pena seguir a Lens Culture

Há, felizmente, muitos bons sites acerca de fotografia, mas descobri recentemente um que recomendo vivamente a todos aqueles que apreciam a fotografia como arte. O lensculture tem vindo a fazer um trabalho notável na divulgação da fotografia e contribuído para o lançamento de inúmeros fotógrafos de todo o mundo, através dos vários concursos que promove e que atrai milhares de artistas que têm nesta plataforma uma oportunidade de se darem a conhecer e promoverem o seu trabalho. Com a colaboração de reputados especialistas das mais variadas áreas ligadas à arte que habitualmente compõem o painel de júri desses concursos, qualquer fotógrafo pode enviar para apreciação fotos do seu portefólio que serão analisadas e objecto de crítica especializada resultando numa inegável ajuda para que cada fotógrafo possa evoluir ainda mais no seu percurso artístico.

Eu já fiz essa experiência, e estudo a crítica que fizeram ao meu trabalho e sinto o quanto isso me tem ajudado a evoluir em busca de uma imagem cada vez mais emocionante. Apresentei também a concurso uma pequena história sobre a Partida do Comboio Histórico no Douro, e, sugiro desde já a todos que enviem o seu trabalho. Talvez venham a (re)descobrir o artista que vai aí dentro da vossa alma através dos momentos que captam em imagem.

Boa sorte!

 

Aurora no Alto Douro vinhateiro

Outono na Rota do Douro

6,30h. Madrugada ainda.

Conforme planeado, encontramo-nos na entrada do hotel onde estávamos hospedados. A temperatura estava fresca mas revigorante. O dia prometia ser perfeito para aquilo que estava programado, assistir e registar o nascer do sol a partir do miradouro de S. Leonardo da Galafura no vale do Douro.

Até lá, o percurso é feito por estradas que serpenteiam as encostas repletas de vinhedos há pouco vindimados, oferecendo panoramas únicos para onde quer que se olhe sobrevindo uma vontade indomável de fotografar.

Chegados ao destino, lá longe, descortinávamos já os contornos dos montes envolvidos pela luz da aurora, prenúncio do maravilhoso espectáculo que privilegiadamente iríamos presenciar neste poético e inspirador lugar.

O panorama é sublime. A nascente estende-se o Alto Douro vinhateiro até terras de Espanha, a sul confrontamo-nos com as serras das Meadas e Montemuro, e para poente e norte, as magníficas serras do Marão e Alvão.

Estamos no céu!

P.S. – Agradeço à Primeira Luz e ao Nuno Luís em especial, a oportunidade deste mágico momento.

 

 

 

À proa dum navio de penedos,

A navegar num doce mar de mosto,

Capitão no seu posto

De comando,

S. Leonardo vai sulcando

As ondas

Da eternidade,

Sem pressa de chegar ao seu destino.

Ancorado e feliz no cais humano,

É num antecipado desengano

Que ruma em direcção ao cais divino.

 

Lá não terá socalcos

Nem vinhedos

Na menina dos olhos deslumbrados;

Doiros desaguados

Serão charcos de luz

Envelhecida;

Rasos, todos os montes

Deixarão prolongar os horizontes

Até onde se extinga a cor da vida.

 

Por isso, é devagar que se aproxima

Da bem-aventurança.

É lentamente que o rabelo avança

Debaixo dos seus pés de marinheiro.

E cada hora a mais que gasta no caminho

É um sorvo a mais de cheiro

A terra e a rosmaninho!

 

Miguel Torga